Redscale caseiro - qual filme usar?

3

O filme redscale tem o negativo invertido dentro da bobina; ou seja, antes de encontrar a emulsão a luz passa através do acetato avermelhado do filme criando a estética redscale. Isso faz com que menos luz alcance a emulsão, por isso há necessidade de deixar mais luz entrar do que o indicado para o filme que você está usando.

Recentemente fiz o meu primeiro redscale caseiro invertendo o filme dentro da bobina (saiba como fazer aqui). Utilizei um filme Kodak ProImage 100 e pelo fato de o filme estar invertido, ou seja, antes de encontrar a emulsão a luz passaria através do acetato avermelhado (só funciona em filmes com suporte de acetato avermelhado, não esqueça!), imaginei que precisaria deixar mais luz entrar do que o normal. Obtive com isso bons resultados.

Entretanto, não havia certeza. Então bati diversas fotos com a configuração normal do disparador e do diafragma, segundo o que me indicava o fotômetro, até para ver depois a diferença. Estas fotos ficaram nitidamente subexpostas.

Pior foi quando tentei fazer o retrato de um amigo em ambiente interno, à noite. A subexposição foi tamanha que mal podemos identificar o objeto da fotografia:

É claro que não usei um filme muito rápido – iso 100. Então fica a primeira dica: para obter melhores condições de exposição para um redscale caseiro, utilize filmes mais rápidos, com iso 400 ou 800. Mas além disso é preciso ajustar sua câmera para deixar mais luz entrar do que é requerido pelo filme, pois o acetato funcionará como um bloqueador da luz.

Então aqui fica a segunda dica: se o filme utilizado for iso 400, por exemplo, ajuste sua câmera como se ela estivesse carregada com um iso 200 ou, em condições muito ruins de luz, iso 100; com isso você aumentará a velocidade de exposição e a abertura do diafragma. Os resultados são evidentemente melhores. Neste caso, utilizei iso 100 mas ajustei o iso dial para 50:

De qualquer maneira, você pode utilizar os filmes redscale já preparados da Lomography, com o que não haverá estes problemas. Mas se o seu redscale for caseiro, lembre desta dica para obter exposições satisfatórias. E divirta-se!

escrito por gregoriobruning no dia 2011-12-20 em #equipamento #tutorais #redscale #homemade #tipster #iso #dica #filme #caseiro #truque

Kickstarter

Bringing an iconic aesthetic to square format instant photography, the Diana Instant Square fills frames with strong, saturated colors and rich, moody vignetting. Built to let your inspiration run wild, our latest innovation features a Multiple Exposure Mode, a Bulb Mode for long exposures, a hot shoe adapter and so much more! It’s even compatible with all of the lenses created for the Diana F+ so that you can shake up your perspective anytime, anywhere. No two shots will ever be the same. Back us on Kickstarter now!

3 Comentários

  1. gregoriobruning
    gregoriobruning ·

    Em tempo: onde se lê "com isso você aumentará a velocidade de exposição e a abertura do diafragma" leia-se "com isso você aumentará o tempo de exposição e a abertura do diafragma".

  2. janaconforte
    janaconforte ·

    Eu usei o filme redscale da lomo e as fotos ficaram subexpostas sim!! Até algumas com flash ficaram bem escuras!!! (estão no meu álbum!!) Acho que a dica é valida mesmo para o redscale da Lomo e não só o caseiro!!!

  3. fernandagueiros
    fernandagueiros ·

    isso mesmo janaconforte! comigo aconteceu o mesmo! vou usar essas dicas no próximo filme redscale da lomo.

Mais Artigos Interessantes