Photos on Pages, vol.1: Taxi Driver, de Steve Schapiro

Como amantes do formato analógico que somos, não nos é possível expressar o quanto adoramos os fotógrafos de rodagem do mundo do cinema. Quando observamos as suas fotografias impressas e compiladas num só livro, sentimos um enorme júbilo visual e auto-satisfação. “Photos on Pages” é uma nova coleção de livros que enfoca a obra de grandes fotógrafos. Neste primeiro volume, os focos estão centrados em Steve Schapiro e nas suas fotografias exclusivas de “Taxi Driver”.

image via cinemasterpieces.com

Livro/s: “Taxi Driver” e “Taxi Driver / The Godfather”
Fotógrafo: Steve Schapiro
Categoria: Cinema, rodagem
Publicado em: Novembro de 2010 e Fevereiro de 2011, respectivamente

Taxi Driver é amplamente considerado como uma das grandes obras-primas cinematográficas de todos os tempos. Filmado em 1976, Martin Scorsese e Robert de Niro juntaram forças para dar forma a um filme magnificamente feroz, que viria a influenciar várias gerações de realizadores e a inspirar milhões de pessoas por todo o mundo. Depois de terem feito “Mean Streets” em conjunto três anos antes, Marty e Bobby voltaram a juntar-se sem grande esforço, e o resultado dessa convergência transformou-se num dos clássicos cult mais conhecidos de sempre.

Robert de Niro encarnou Travis Bickle, um ex-“Marine” de dedo leve no gatilho transformado em taxista psicopata com um ameaçador corte de cabelo Moícano. Com a cidade de Nova Iorque como pano de fundo, Travis perambula pelas ruas sujas no seu “yellow cab”. Uma garota miúda de 12 anos chamada Jodie Foster deu vida a Iris, uma prostituta às ordens de um cafetão cujo papel ficou a cargo de Harvey Keitel. O próprio Scorsese contribui com um “cameo” arrepiante, surgindo no filme como um dos passageiros noturnos do táxi de Travis.

image via aintitcool.com

*Taxi Driver * e a sua imagem são, particularmente para os mais cinéfilos, um deleite permanente para os olhos. Logo no princípio do filme, deparamo-nos com as luzes noturnas da cidade desfocadas, mas hipnotizantes (aquilo a que na gíria fotográfica se chama bokeh). A narração feita a partir do ponto de vista do protagonista acrescenta erotismo à violência intensa e envolvente da intriga. Ao longo do filme, a sua trilha sonora vai dispondo a cacofonia própria da metrópole de Nova York – com o saxofone melódico e o ritmo jazz da bateria a reforçar as contradições inerentes às diversas emoções e realidades da cidade. Na verdade, “Taxi Driver” é um ruidoso cocktail de “thriller” com “film-noir” servido ao longo de duas horas.

image via annyas.com

Este ano, comemora-se o 35.º aniversário do lançamento desta obra icónica, e uma vez que Taxi Driver é desde há muito tempo considerado um marco na história do cinema. Por isso, a imortalização das suas cenas mais marcantes em fotografia torna-se definitivamente obrigatória.

Como tal, um obrigado infinito a *Steve Schapiro* — o fotógrafo de cena na rodagem de “Taxi Driver”, por ter capturado não apenas a perturbação da personagem de Travis, como também os cenários que não chegamos a ver e os atores nos bastidores —, oferecendo ao mundo a oportunidade única de observar a ambiciosa contribuição de Scorsese para o olimpo do cinema na forma de não um, mas dois livros absolutamente fantásticos:

1)Taxi Driver. Esta edição limitada de 328 páginas em capa dura e assinada pelo próprio Schapiro tem apenas 1000 exemplares. Este livro não tem preço (agraciado que está com um prefácio de Scorsese e adornado com as imagens de um jovem De Niro) e é simultaneamente caro (cada livro custa aproximadamente 700 dólares!). No entanto, os mais loucos por cinema e os connaisseurs do vintage irão definitivamente perder a cabeça para conseguirem pôr as mãos e os olhos nesta gema!

Steve Schapiro © images via taschen.com

2) Taxi Driver / The Godfather. Antes ainda de fotografar os cenários de “Taxi Driver”, Schapiro foi igualmente fotógrafo do filme “O Poderoso Chefão” de Francis Ford Coppola, que lhe garantiu acesso exclusivo a um dos elencos mais incríveis já reunidos. Além disso, este livro contém os “stills” seminais de “Taxi Driver” na sua primeira metade.

Steve Schapiro © (screenshots via blurb.com)

“Muitos dos grandes atores que fotografei mantinham as personas das suas personagens enquanto a câmera estava filmando, voltando de imediato a serem eles mesmos assim que se ouvia a palavra “corta”. Robert de Niro estava tão intensamente metido no personagem de Travis Bickle, tanto física como mentalmente, que jamais duvidei de que estava fotografando o próprio Travis Bickle, estivesse a câmera a filmar ou não." (Steve Schapiro)

Qual destas duas fotografias de “Taxi Driver” te diz mais? Que outros livros de fotógrafos conhecidos gostaria de ver apresentado na Seção Lifestyle Analógico? Diga o que você pensa nos comentários abaixo, e aguarde pelo próximo volume de Photos on Pages!

Leia mais artigos do editor sobre táxis no Lomography’s Magazine!

Fotografe um Táxi!

E participe da nossa competição em colaboração com o DesignTAXI e habilita-te a ganhar fantásticos prémios!

escrito por basterda no dia 2012-01-26 em #lifestyle #series #taxis #taxi-driver #martin-scorsese #filmes #livros #robert-de-niro #travis-bickle #steve-schapiro #photos-on-pages
traduzido por selmasailor

Kickstarter

Bringing an iconic aesthetic to square format instant photography, the Diana Instant Square fills frames with strong, saturated colors and rich, moody vignetting. Built to let your inspiration run wild, our latest innovation features a Multiple Exposure Mode, a Bulb Mode for long exposures, a hot shoe adapter and so much more! It’s even compatible with all of the lenses created for the Diana F+ so that you can shake up your perspective anytime, anywhere. No two shots will ever be the same. Back us on Kickstarter now!

Mais Artigos Interessantes