Recesky DIY TLR Camera: Péssimo Primeiro Encontro, Amor à Primeira Tentativa

2012-01-31 3

A minha complicada experiência inicial com a TLR 35 mm de plástico da Recesky, que acabou por se tornar num agradável sonho feito realidade. Uma verdadeira experiência Lomográfica, do princípio ao fim, uma vez que é preciso construir a máquina primeiro, literalmente.

Não vou mentir, foi difícil, e stressante e pensei em desistir umas quantas vezes… Devia ter sido mais fácil, pelo menos tendo em conta algumas das críticas que consegui encontrar na internet. No fim consegui fazê-lo, tive de usar um pouco de cola aqui e ali… mas voilà: Tinha a minha própria TLR de plástico, e não podia estar mais feliz com ela. Valeu a pena todos os sobressaltos. Para ser sincera, acho que uma parte do problema foi um pouco de falta de jeito da minha parte, isso e a minha fantástica capacidade de ficar stressada com as tarefas mais simples.

Mas também acho que tive azar com o kit que recebi, pois a parte mais simples da montagem, enroscar as lentes, tornou-se num pesadelo (fiquei com abrasões nos dedos ao tentar encaixa-las no sítio de tão justas que estavam). Mas quando cheguei a este passo já tinha tido que usar cola, por isso não ia ter o meu dinheiro de volta. Pensei ‘que se lixe’ e passei uma boa hora e meia a limar o exterior das indentações das lentes. Fui longe ao ponto de usar lubrificante (do tipo culinário) para conseguir que enroscassem correctamente sem atrito. Levou muito esforço, mas de novo. valeu a pena.

Findas todas estas tribulações tinha o meu Sábado inteiro gasto nisto (com várias pausas à mistura para acalmar os nervos) e não fazia ideia como podia experimentar a máquina sem filme facilmente acessível a um Domingo. Eventualmente descobri uma loja, cara, com o rolo de 400 ISO que a embalagem da máquina recomendava e, com os meus dedos ainda doridos do dia anterior, lá fui testar esta pequena beldade que tantos problemas me deu.

Experimentei focar ao perto.
e experimentei focar ao longe.
Experimentei múltiplas exposições.
e experimentei ao anoitecer.

Os resultados espantaram-me imenso. Era a minha primeira experiência analógica em muito tempo e a sério que não estava à espera de tão bons resultados. As cores do ISO 400 surpreenderam-me bastante pois não estava à espera que ficassem tão vivas uma vez que o rolo era o único que a loja tinha na altura. O desfoque da lente ao aproximar das margens da foto, os cantos escuros nas aproximações. Era tudo o que eu tinha desejado que fosse. Fez todos os esforços valerem a pena.

O kit ‘faça você mesmo’ desta máquina está disponível a bom preço no e-bay (escolhi um distribuidor Britânico para evitar conflitos com a alfândega). Gastei ao todo, já com portes, à volta de 18€. Se isto não é uma compra vantajosa então não sei o que é. E acredito honestamente que na maioria dos casos a montagem será simples e sem problemas.

Seria de pensar que com uma máquina tão barata esta não teria muitas opções excepto apontar e disparar, mas este não é de todo o caso. As ‘lentes gémeas’ (twin lenses) não são só para as aparências, uma vez que elas permitem mesmo focar os objectos entre 50cm e 3m, e depois disso focar o infinito. Abaixo podem ver o visor e como a imagem aparece—-esta fica muito definida quando se está a focar à distância correcta. Existe um detalhe que não é imediatamente óbvio nas instruções mas que é muito importante : ambas as lentes têm de estar alinhadas de forma a garantir que o que se vê no visor é de facto o que se vai obter na revelação. Existem dois pontinhos em cada lente que devem estar alinhados antes de estas serem enroscadas. Eu percebi isto quase tarde de mais (mas ainda fui a tempo).

Além da focagem é possível experimentar com múltiplas exposições pois o processo de passagem do filme é todo manual. Existem também algumas experiências que se podem fazer ao escolher usar ou não aquilo a que eles chamam de ‘twist plate’, e dependendo também da posição desta placa em relação à lente. São pequenas diferenças subtis mas que facilmente podem ser exploradas. Li algures que ao retirar-se esta placa muda-se a abertura normal de f11 para f5. No entanto a velocidade de obturação não muda. Esta é de aproximadamente 1/125 (embora se possa forçar para bulb com um bocadinho de jeito se o dedo não largar logo o botão. Esta acção requer um pouco de treino.)

Existem também alguns tutoriais muito aliciantes para acrescentar alguns extras à máquina, como por exemplo implementar um sistema de flash sincronizado ou como fazer uma tampa para as lentes.

Fiquei tão contente com esta máquina que fiquei também obcecada com a irmã dela: a máquina Receski 3D Stereo Pinhole, também ela ‘faça você mesmo’ (embora neste caso a montagem pareça muito mais simples dada a sua estrutura de caixa não complexa). Assim que a experimente deixarei aqui uma crítica e imagens de exemplo. uma das coisas que me chateia é o facto de haver tão pouca informação disponível sobre esta máquina quando ela está cheia de tantas possibilidades aliciantes. É uma pinhole, o que já é de si óptimo, mas não só isso como também permite registar vistas panoramicas, e…. eu depois conto assim que a tiver comigo :)

No entanto este texto é sobre a TLR… por isso, aqui está, deixo-vos o resto do meu rolo Fujifilm Superia X-TRA 400 para que possam apreciar. Como podem ver a maioria das fotos acabam por ser na vertical uma vez que não é fácil disparar na horizontal e saber-se como vai sair a foto.

escrito por blablabla-anab no dia 2012-01-31 em #equipamento #diy #35mm #review #dreamy #plastic-camera #lomography #tlr #trouble #recesky #user-review
traduzido por blablabla-anab

3 Comentários

  1. tatyjac
    tatyjac ·

    Que alívio!! Acabei de comprar uma igual a esta e não tinha nenhuma referência, arrisquei-me pela curiosidade, mas pelos seus resultados e comentários, sinto-me bem animada agora. Comprei pela internet e terei que esperar alguns dias, confesso que estou bem mais ansiosa agora. =) Muito obrigada pela postagem. Abraços

  2. blablabla-anab
    blablabla-anab ·

    @tatyjac YAY!!! Ainda bem que apostaste nesta camara, ela tem-me dado muitos sorrisos :) Boa sorte e muita paciência com a tua!!!

  3. may-rocha-39
    may-rocha-39 ·

    Olá!! Comprei uma Recesky, e estou com dúvida em relação ao filme.
    Como é este ''passar manual''?Aonde deve ser feito? Estou perdidinha. rs :)

Mais Artigos Interessantes