Quando a La Sardina foi à Disneyland Paris

2012-10-12

Há bastante tempo apaixonei-me pelas câmeras La Sardina, especialmente a Edição de Seoul. Não consegui resistir à forma como podemos mudá-la e fazê-la nossa. E convenhamos, as La Sardina são adoráveis e irresistíveis. Decidi comprar uma e levei-a para testar na Disneyland Paris. Leia mais sobre a minha experiência.

No início tinha medo, estava habituado a uma Recesky, uma câmera que te permite focar, e o foco da La Sardina, por zonas, nunca foi algo que me atraía. Mas vi algumas fotos, li alguns artigos e decidi na mesma hora comprar. Quando a recebi, não conseguia parar de sorrir de tão fantástica que ela era. Decidi que tinha que a experimentar dignamente: comprei alguns bilhetes para a Disneyland Paris e levei-a comigo.

Usei dois rolos de 400ISO, um Fuji Superia e um Kodak Ultramax

A primeira coisa que se nota é que o foco, embora muito fácil de utilizar, pode por vezes funcionar muito bem outras nem tanto. Embora eu ache que o tipo de filme que se usa faça também diferença. Como se pode ver abaixo, embora a distância fosse quase a mesma, algumas fotos estão mais focadas que outras. E o lado direito da fotografia está sempre melhor focado que o lado esquerdo.

Outra coisa que se pode ver, são as marcas de luz que a lente por vezes faz:

Tenho no entanto que deixar um aviso: todos sabemos que temos que rodar a lente, puxá-la, voltar a rodar até se ouvir o click para podermos fotografar. Apenas tenham a certeza que o fizeram bem, perdi algumas fotos porque o obturador não abriu, e por vezes obtive fotos triangulares de canto porque abriu apenas um bocado. Não sei se isto é um defeito da câmera ou apenas não fiz corretamente no início, mas vou prestar atenção a isso no futuro.

Estou, no entanto, bastante feliz com os resultados e quero tentar novos e diferentes filmes, para me afastar do tipo normal de fotografia.

Deixem-me mostrar mais algumas fotos da Disneyland Paris:

Dê uma olhada em mais duas fotos experimentais de quando estava testando ela:

É muito fácil fazer duplas exposições, mas por vezes fiz sem querer. Achei que puxei muito o botão quando mudava do modo B para o modo N, e desbloquiei o obturador. Mas mais uma vez, não tenho a certeza.

Ainda há muitas coisas que tenho que aprendar sobre esta câmera, mas posso dizer que gosto ainda mais da minha La Sardina agora. Ela não é abenas bonita mas também funciona bastante bem. Adoro a forma como podemos levá-la por aí e brincar com os seus amigos, ela vai ser sempre motivo de atração. Todos sabemos o lema da La Sardina: melhor servida com amigos. Divirtam-se!

escrito por joaomiguelsantoscunha no dia 2012-10-12 em #lugares #location #paris #disneyland #urban-adventures #select-type-of-location #sardina
traduzido por joaomiguelsantoscunha

Estamos explodindo com excitação para apresentar o nosso mais recente projeto no Kickstarter: a Lomo’Instant Square. Nós estamos falando da primeira câmera instantânea completamente analógica que produz fotos Instax quadradas. Ela vem com uma lente de vidro de 95mm para fotos super nítidas, um modo automático avançado que toma conta da exposição, todas características criativas típicas da Lomography — e um design compacto e dobrável. A Lomo’Instant Square foi lançada no Kickstarter. Venha participar da diversão e nos apoie no Kickstarter para economizar até 35% no preço varejista e ganhe um monte de brindes extras. Aproveite as ofertas antes que elas acabem. Não fique por trás.

Mais Artigos Interessantes