Retratos Artísticos: Pavel Baňka Desenhando com Luz

1

Texturas como veludo e tons da escala de cinzentos e cores suteis e apagadas são características do fotógrafo nascido na Praga Pavel Baňka. Seus prints e retratos são sensuais e nostálgicos, muitas vezes vagamente emitindo uma estética ilustradora para as auréolas e auras suteis encontrada no seu trabalho.

Baňka descreveria os seus trabalhos como melancólico e sentimental, vendo eles como memórias de momentos passando, persistindo no pensamento que o seu sujeito eventualmente iria envelhecer e morrer. Baňka também é um professor, mentor, curador e fundador da revista popular Fotograf.

Veja a obra de Baňka no show em curso, recentemente aberto Pavel Baňka: Reflections no Schilt Publishing em Amsterdam.

Pavel Baňka, Eggshells (from the Kitchen Rituals), 1996
Pavel Baňka, Lotta (Paintings by Light II), 1997; Pavel Baňka, Nude with Balloons, 1985; Pavel Baňka, Rising of “Rudé Právo” Newspaper, 1982
Pavel Baňka, Destroyed Mirror, 1985; Pavel Baňka, Face and Metal Spiral, 1986
Pavel Baňka, Position #IV, 1981; Pavel Baňka, Paper Frame, 1982; Pavel Baňka, Mirrors in Landscape (Jindra), 1982
Pavel Baňka, Too Shy to Speak, 1989; Pavel Baňka, Father and Daughter II, 1982; Pavel Baňka, Moment,1986

O show vai até o dia 22 de fevereiro de 2017.


Imagens usadas com a permissão da galeria.

2016-11-24 #novidades

Kickstarter

Bringing an iconic aesthetic to square format instant photography, the Diana Instant Square fills frames with strong, saturated colors and rich, moody vignetting. Built to let your inspiration run wild, our latest innovation features a Multiple Exposure Mode, a Bulb Mode for long exposures, a hot shoe adapter and so much more! It’s even compatible with all of the lenses created for the Diana F+ so that you can shake up your perspective anytime, anywhere. No two shots will ever be the same. Back us on Kickstarter now!

Um Comentário

  1. marco1
    marco1 ·

    Exuberantes nos sentido de existir . A fotografia de Pavel é viva e distante , tem linhagem de conexão entre a o ver e sentir, um caminho do pensamento do próprio EU.

Mais Artigos Interessantes