Desertos, Bruxaria e Realismo Mágico: O Mundo de Andrea Mae Perez

2017-07-11

Andrea Mae Perez é uma arista multi-disciplinar espanhola-americana. Através de vídeo, fotografia e várias colaborações artísticas, ela criou um mundo cativante e multicultural ao seu redor. A curta metragem Desert-ar foi apresentada como parte da seleção oficial de 2017 do BFI Future Film Festival.

Retrato de Andrea Mae Perez por Kamila K Stanley

Hola! Como uma diretora e fotógrafa, você trabalha tanto com imagens still e movimentadas. Como você balança a sua energia e visão entre esses dois meios?

Fotografia é uma grande parte do cinema. E ela tem o poder de contar uma história ou transmitir uma emoção em uma só imagem. Então, de certo modo, a fotografia me ensina precisão e detalhe, qualidades que eu gosto de usar nos meus filmes. Pra mim, mise-en-scène é tudo, tendo a cor e a escolha de acessórios contam a história.

Ambos, na sua fotografia e na sua cinematografia, você parece ter um gosto para técnicas analógicas: filme de 35mm, retratos coloridos a mão, e Desert-ar, que foi colorido de uma forma não diferente do caráter e das cores do Kodakchrome. Por que esta estética nostálgica?

Acima: Várias fotografias de 35mm
De baixo: Still de from Desert-ar, escrito e dirigido por Andrea Mae Perez em 2015 (9'29''). Seleção Oficial do BFI Future Film Festival 02/17.

Você diz que o seu trabalho é inspirado pelo Realismo Mágico. Você pode nos contar um pouco mais sobre isso?

No realismo mágico, o mais irreal e surreal é concebido como algo completamente real e natural para os caráteres. E assim, as suas emoções mais doidas podem serem vistas de maneira tangível. Esta é uma das qualidades mais fascinantes do cinema pra mim, o quanto é eficiente a representar o mais intangível , como emoções, reações, sentimentos, etc através de escolhas tangíveis.

Você é originalmente de Madrid, estudou Artes em Londres e no momento está morando em Paris. Como todas essas cidades diferentes formaram a sua visão artística?

Madrid foi onde eu cresci e por isso, onde a minha curiosidade começou. Eu era um nerd de filme desde os meus 3 anos quando eu recebi o meu primeiro VCR, eu assistia no mínimo 3 filmes por dia por muitos anos, e reproduzia cenas de muitos deles. Eventualmente, Madrid se tornou o lugar da experimentação. Eu dancei, fiz fotografia e teatro o que me levou ao cinema. Mas foi em Londres onde eu me tornei uma cineasta. Lá eu aprendi tanto, da história à prática. Eu conheci um grupo incrível de criadores talentosos que se tornaram meus amigos e também colaboradores. Este tempo também formou o começo do meu estilo pessoal. Eu ainda tenho que me desenvolver em Paris, artisticamente, mas agora, ela me inspira todos os dias.

Press Photos for Paris-based band Agar Agar (left); and Lyon-based DJ Folamour (right).

Mulheres parecem ser um tema no seu trabalho. Por que?

Eu sou uma mulher, criada por uma mulher então isso com certeza influencia quem eu sou e o que eu escolho a representar no meu trabalho. A minha vida inteira, eu sempre tive caráteres femininos fortes ao meu redor. Na Espanha, onde eu passei o maior tempo da minha vida, eu sinto que culturalmente, as mulheres têm um modo incrivelmente forte, valente e direto de ser. De alguma forma isso me parece mais pessoal.

Left: 35mm photograph by Andrea Mae Perez. Right: photograph by Kamila K Stanley for METAL Magazine, with Set Design by Andrea Mae Perez.
Still image from Desert-ar, written and directed by Andrea Mae Perez in 2015 (9'29''). Official Selection of the BFI Future Film Festival 02/17.

Que novos projetos 2017 irá trazer?

Agora, um novo clipe excitante, fotos para algumas bandas e no meio tempo eu vou estar escrevendo e desenvolvendo umas ideias, ambos para curta-metragem e longa-metragem. Eu também estou planejando a continuar enviando o meu filme Desert-ar para festivais, que acabou de ser escolhido para o BFI Future Film Festival em Londres!!! Mesmo assim, o que eu estou mais ansiosa a fazer é o que eu ainda não espero!


Para ver mais do trabalho da Andrea, por favor, visite o seu site e siga ela no Instagram.

escrito por kamilakstanley no dia 2017-07-11 em #pessoas

Estamos explodindo com excitação para apresentar o nosso mais recente projeto no Kickstarter: a Lomo’Instant Square. Nós estamos falando da primeira câmera instantânea completamente analógica que produz fotos Instax quadradas. Ela vem com uma lente de vidro de 95mm para fotos super nítidas, um modo automático avançado que toma conta da exposição, todas características criativas típicas da Lomography — e um design compacto e dobrável. A Lomo’Instant Square foi lançada no Kickstarter. Venha participar da diversão e nos apoie no Kickstarter para economizar até 35% no preço varejista e ganhe um monte de brindes extras. Aproveite as ofertas antes que elas acabem. Não fique por trás.

Mais Artigos Interessantes