O Cruzeiro do Rock

1

Todos os anos, muitos navios de cruzeiros de inverno partem a partir dos portos da Flórida e navegam para alguns terrenos, bem tropical. Este cruzeiro no entanto, é um pouco diferente.

Este barco dá o “ultimate fan” , a chance de ver sua banda favorita e também a oportunidade de conhecer de perto os seus artistas favoritos. Com grandes shows na proa e com teatros na traseira do navio, cada dia é uma festa constante no Deck Lido. Lá você está exposto ao sol, ao vento, e à vários shows no Lounge do Casino, no Salão do Mar Adriático e à atolamento espontâneos no corredor, perto da piscina e também no restaurante … e daí você aproveita para tirar aquela foto – A MUSICA ESTÁ EM TODO O LADO – é difícil não ficar numa boa.

Se você não está com disposição para os shows, há um cassino a bordo do navio e também um spa. Para os frenéticos, há também um ginásio completo no piso superior do navio que tem vista para o oceano. É muito estranho estar correndo em uma esteira e o que você vê à frente é só uma vastidão de água azul – o que ao mesmo tempo é tão legal! Há também 24 horas de pizza, um restaurante cheio e que serve três refeições curso todas as noites. As possibilidades são infinitas.

Quase toda noite tem um tema, nós tivemos de pijama, noite Rubic’s Cube ( usar uma cor sólida e trocar de roupa com outra pessoa até ficar de outra cor – o que é fica confuso :P), caminhoneiro Formal Night (o que um caminhoneiro vestiria se tivesse que ir para um baile formal?), e muitos mais. Há uma abundância de festa, o Lounge Casino serve bebidas adultas saboroso da noite e da manhã para a festa de freqüentadores. Passei muitas noites sem dormir até o sol aparecer, assim como muitos outros. E, claro, caos para todos os lados e fotos com pessoas desconhecidas, algumass com baldes na cabeça … e, em seguida, a necessidade de colocar no seu óculos na parte da manhã para amenizar os efeitos da ressaca.

Sixthman organiza esse cruzeiro chamado The Rock Boat todos os anos, mais 20 bandas de rock.Sim, senhoras e senhores, é um festival flutuante na região do Caribe. Quem pode dizer não a isso? Em 2009 o barco Rock IX que partiu de Miami para Ocho Rios, Jamaica, curtimos a praia e relaxamos, mas depois, por causa do mar agitado não poderíamos parar no segundo destino (Half Moon Cay), então flutuamos ao redor do belo azul profundo e apreciei alguns shows de artistas de última hora.

Muitas das bandas que estavam no barco em 2009 vão estar a bordo novamente este ano: Sister Hazel, Gaelic Storm, Carbon Leaf (da banda eu trabalho e que estão na foto acima), Stephen Kellogg e os Sixers, e muitos muitos mais. Este ano, o barco navega de Tampa, FL para Cozumel para trás.

escrito por plaidleaf no dia 2011-01-04 em #mundo #locais #carnival-cruise-lines #bands #fun #carnival-destiny #the-rock-boat #party #caribbean #ship #floating-festival #boat #festival #rock #music
traduzido por maria1

Um Comentário

  1. foxylady
    foxylady ·

    não conisgo deixar de me lembrar dos navios-rádios piratas dos anos 60 que tocavam rock ilegalmente... acho que é o mesmo espírito ! para fãs de rock (como eu) essa viagem deve ser incrível.

Mais Artigos Interessantes

  • O Mundo Segundo Herr Willie: Ilha de Marajó

    written by wil6ka on 2015-11-08 in #world #locations
    O Mundo Segundo Herr Willie: Ilha de Marajó

    Brasil é um país incrível para viajar. Tem tanta coisa para explorar, cada lugar muito diferente do outro. Com certeza vai precisar de vários passeios só para conhecer essa pérola da América do Sul. Eu terminei a minha turnê da copa ano passado em Marajó, a ilha dos bois — ela talvez seja um eterno ponto alto para mim.

  • O Salvador do Filme: O Clube do Analógico

    written by michellymatias on 2015-11-30 in #people #locations #videos
    O Salvador do Filme: O Clube do Analógico

    Ai, como seria bom ter um espaço para conhecer outros entusiastas, um espaço para poder praticar o processo analógico, participar de projetos e oficinas... Péra aí - esse lugar existe! Para todos os fãs do analógico, membros da comunidade Lomográfica e curiosos morando em São Paulo: um clube chegou para reforçar e conectar os amantes desse processo magnifico que é o analógico. Quem ainda não ouviu falar – nesse artigo resumimos um pouco sobre quem eles são e o que eles fazem.

  • Si Mesma para o Mundo: A Fotografia de Leanne Surfleet

    written by lomographymagazine on 2015-11-24 in #people #lifestyle
    Si Mesma para o Mundo: A Fotografia de Leanne Surfleet

    Um autorretrato pode se enraizar em segurança, extrema timidez ou uma explosão alternativa dos dois. Leanne Surfleet passa por essa flutuação quando a câmera é tudo que da pra se ver. A atracão —o que nos diz a respeito— é uma mistura de incerteza e tipo de postura calma. E de vez em quando um pedaço de pele que é mais um mistério do que uma revelação completa. Até os retratos que Sufleet faz de outras pessoas tem o mesmo convite sussurrado, como se fosse para dizer que perguntas são bem-vindas. Daí nós tomamos a nossa sugestão.

  • A Beleza duradoura das Lanchonetes Americanas

    written by Lorraine Healy on 2015-12-16 in #world #locations
    A Beleza duradoura das Lanchonetes Americanas

    Uma escritora e fotógrafa argentina, morando no Noroeste Pacífico (dos Estados Unidos), Lorraine Healy, é á muito tempo fã de câmeras de plástico e é a escritora do livro "Tricks With A Plastic Wonder" ("Truques com um Milagre de Plástico), um manual para alcançar resultados melhores com a Holga, disponível como um eBook do Amazon.com. Nesse artigo, Healy compartilha seu amor pelas lanchonetes vintage americanas (Diners) e os vários anos fotografando elas.

  • Cinematógrafo Michal Dabal sobre a Lente Petzval

    written by lomographymagazine on 2016-01-11 in #people #lifestyle #videos
    Cinematógrafo Michal Dabal sobre a Lente Petzval

    Aqui está o que acontece antes de nós entrevistarmos um fotógrafo. Nós falamos sobre o seu trabalho, mesmo que temos que saber quais câmeras e processos estão por trás da brilhante composição ou da arquitetura de luz. E mesmo quando eles não usaram uma câmera da Lomo, nós os apresentamos de qualquer jeito. Mas de vez em quando, chega um profissional que usa uma das nossas lentes inéditas no trabalho e as nossas câmeras divertidas fora do trabalho. Isso nos deixa muito feliz, ainda mais quando as suas imagens são boas e merecem ser compartilhadas. Nos contamos o trabalho do cinematógrafo Michal Dabal entre um desses.

  • Simeon Smith filma com a LomoKino

    written by hannah_brown on 2015-10-01 in #people #lomoamigos #videos
    Simeon Smith filma com a LomoKino

    Alguns meses atrás, Simeon Smith gravou todos os blips, zumbidos, e barulhinhos que câmeras analógicas fazem. Depois ele usou esses barulhos para criar ritmos e texturas pra música dele. Desde então, ele se aventurou em outros projetos e pouco tempo atrás, ele fez um clipe de música usando a LomoKino e uma ActionSampler.

  • Travel Stories: Cartagena de Indias, Colômbia por peruvianfan

    written by lomographymagazine on 2015-11-27 in #world #locations
    Travel Stories: Cartagena de Indias, Colômbia por peruvianfan

    Eu viajei a Cartagena de Indias, Colômbia em maio de 2015 com a minha irmã gêmea. O nosso aniversário foi no dia 31, e pelos últimos anos anos nós fizemos um pacto para passar os nossos aniversários viajando o máximo possível (e enquanto ainda somos solteiras!).

  • A fotografia de Réka Koti: Borrões Lo-Fi e Atmosferas nevoentas

    written by K. Aquino on 2015-10-05 in #people #lifestyle
    A fotografia de Réka Koti: Borrões Lo-Fi e Atmosferas nevoentas

    Fotos de viagens muitas vezes são ágeis, as formas são definidas e as cores afiadas. Réka Koti tem uma interpretação completamente diferente. Um lugar é uma base para experimentos. A natureza é um detalhe duplo exposto ou uma nublina do vestido da sua modelo. Galhos e folhas se borram para parecer pinceladas. O resultado é misterioso e a Lomografia não resiste a pergunta: Qual é a alquimia atrás dessas fotos sombrias?

  • Impressões Clorofilas por Binh Danh: Uma Entrevista

    escrito por lomographymagazine no dia 2016-02-03 em #pessoas #estilo de vida
    Impressões Clorofilas por Binh Danh: Uma Entrevista

    No trabalho de Binh Danh, a arte é o espaço para os sem nomes, serem vistos. Quando a guerra é o tema de cada detalhe conta. Como é que uma pessoa resolve esta questão enorme, onde a morte e o valor de vidas se cruzam? Um trabalho de um homem só se torna em uma tarefa sobre outros homens. E assim por sua série "Immortality: The Remnants of the Vietnam and American War" ele fez cópias de clorofila para expressar a marca indelével da guerra em várias terras. Soldados e leigos, cujos rostos e registros foram arquivados são dadas outra chance de ser lembrado.

  • Quioto Em Um Segundo

    written by lomographymagazine on 2015-08-10 in #gear #lifestyle
    Quioto Em Um Segundo

    Como um agrupamento de cerejeiras em flor, os templos em Quioto travam os turistas em suas caminhadas. As pessoas posam como estátuas, com a câmera balançando do pescoço ou levando ela nas mãos. O impulso de fotografar todos os ângulos é constante, principalmente para quem visita a cidade pela primeira vez. O templo Kinkaku-ji e Fushimi Inari-Taisha estão sempre cheios de visitantes. Seria de esperar que os turistas apenas passassem por lá de maneira breve, mas a verdade é que eles estão demasiado ocupados fotografando Quioto inteira.

  • Lições de Fotografia Vintage: Liderando o Olho

    escrito por lomographymagazine no dia 2016-02-12 em #mundo #estilo de vida
    Lições de Fotografia Vintage:  Liderando o Olho

    O Vintage não tem que ser velho e esquecido. Estas amostras de arquivo servem como memorandos para onde direcionar o olho e como criar profundidade em uma imagem.

  • Uma Redação em Vídeo Sobre Porque Nós Tiramos Fotos

    escrito por lomographymagazine no dia 2016-02-09 em #mundo #estilo de vida #vídeos
    Uma Redação em Vídeo Sobre Porque Nós Tiramos Fotos

    Uma maravilha como uma câmera, algo que vai entre o fotógrafo e um sujeito, não forma barreira, mas uma maneira de se conectar. Joe Aguirre nos leva através dos porquês em um novo filme por Jonas Normann.