Você tem uma conta? Login | Você é novo na Lomography? Cadastre-se | Lab | Site atual:

Minha câmera pinhole casa de pássaro

Quando voltamos de uma longa viagem, trazemos conosco uma sensação estranha sobre as coisas que temos visto, e isso dura por um tempo. Os locais, agora as memórias, visitas em nossas mentes sob a forma de imagens. Eu quis narrar esse sentimento - não uma viagem real, mas a sua memória. Esta é a história de como virei uma casa de passarinho de madeira em uma câmera Pinhole.

Foto por francescco

Optei por utilizar o viajante por excelência, um pássaro, para ilustrar essa idéia de memórias de viagens. Um migrante cujo hábito é seguir sempre o Verão, um pássaro é obrigado a enfrentar longas, duras viagens ao redor do mundo, sempre fugindo do inverno. A cada ano. Uma e outra vez ..

A Câmara casa de pássaro

Eu usei 120 milímetros filme, para carregá-lo, enquanto no espaço aberto e ter mais rebentos. Para avançar o filme que eu usei duas chaves de idade. O filme foi enrolado no caule e bloqueado pelo mapa. A cabeça da chave foi presa no topo da casa de passarinho, para que eu pudesse controlá-las. Eu equipei a casa do pássaro com um disparo de madeira presa a uma corda que eu usei como um controle remoto. Uma parede contra estava fixando o obturador e deu uma forma redonda para cada foto – eu fiz isso para sugerir a idéia de que a foto é tirada de dentro da câmera.

A Jornada

Então, peguei a casa de pássaro comigo em busca de lugares similares aos lugares de um pássaro poderia encontrar, observar e parar no durante sua viagem. Telhados, cais do lago, matas, rios, folhas e ramos de trigo, em cima do chão … Às vezes eu subia nos telhados da minha cidade e em várias árvores, a fim de ter uma vista por outros olhos, outras vezes eu só coloquei a casa de passarinho sobre o solo, como os passáros fazem para comer alguma coisa ou relaxar por um momento. Expus o filme para apenas 4 a 20 segundos, por isso os animais que eu conheço não ficaram tão bem no filme. Apenas um bando de patos me fez o favor e congelou por enquanto, posar, e pude fotografá-los – eu gosto de pensar que eles entenderam e apreciaram o meu trabalho.

A Imagem

A imagem com um foco suave stenopeic, combinada com a distância irreal que a forma redonda impõe a cada foto, aguçar a memória como o sentimento de que eu estava procurando. As lembranças de uma migração sazonal, uma aventura simples e pura que se repete de ano a cada ano, ao longo da história. Não é um relatório de viagem, mas as imagens que um pássaro, cansado, lembrou da sua longa odisséia, enquanto olhando “sonhando” para fora de seu ninho.

escrito por francescco e traduzido por romullolima

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro

Ler este artigo em outro idioma

A versão original deste artigo está escrito em:English. Isto também está disponível em:Deutsch & Italiano.