Você tem uma conta? Login | Você é novo na Lomography? Cadastre-se | Lab | Site atual:

Fotografias de Família: Imprimir ou não?

Folheou recentemente álbuns antigos de família? É divertido, certo? Vê fotos suas em criança, quando os brinquedos e os doces era a única coisa que desejada. Ver essas fotografias antigas é uma actividade que aquece o coração na minha opinião. Mas alguma vez se perguntou se as crianças de hoje se sentem assim? Será que ainda folheiam álbuns de família antigos? Ou só ficam olhando álbuns do Facebook?

Atenção: Por favor tome nota que isto é só meu comentário, baseado na minha observação e não tenho nenhum estudo ou evidência para provar isto.

Devido à evolução do mundo digital, uma tradução que acho que se está a desvanecer é a de ter álbuns de família. Sim, mais fotos estão sendo tiradas cada ano, mas não, não está a ser impressas, estão em vez disso sendo postadas no Facebook e outras redes sociais. Porquê e quando isto aconteceu?

Isto foi quando os filmes negativos se converteram em megabytes; em vez de só tirar 36 fotografias, agora são centenas ou milhares. Quando aceder às suas fotografias está a um clique de distância.

Deixe-nos engolir o simples facto de que a tecnologia é imprevisível, fotografias em formato digital não duram para sempre, todos aqueles milhões de bytes podem desaparecer num piscar de olhos. Suas fotografias dos Natais, graduações, casamentos, aniversários, festas, reuniões de família e outros eventos especiais para sempre perdidos no abismo se não tiverem sido impressos. Sorte dos nossos fotógrafos analógicos, temos negativos/positivos que duram uma vida inteira, mas a minha questão mantém-se: imprimir ou não imprimir?

Claro que a resposta é IMPRIMIR seja a fotografia tirada com uma câmera analógica ou digital. Porquê? Simplesmente porque daqui a muitos anos, folhear seus álbuns de fotografias sempre será uma actividade que aquecerá mais meu coração do que qualquer outra. Quero ver como as pessoas à minha volta mudaram, como eu mudei, como nossa casa mudou. Quero ver aquelas pessoas que apareceram e desapareceu da minha vida. No futuro, terei meus próprios filhos, quero ver como eles crescem, e também quero ver como eles eram quando eram pequenos. Quero ver como toda minha vida passou. E isso não se faz por um monitor ou ecrã LCD; quero ver tudo isso por fotografias reais e tangíveis.

Agora deixarei uma questão para você ponderar, imprimir ou não imprimir?

escrito por walasiteodito e traduzido por anamachado

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro

Ler este artigo em outro idioma

A versão original deste artigo está escrito em:English.