Você tem uma conta? Login | Você é novo na Lomography? Cadastre-se | Lab | Site atual:

Kodak Aerochrome III 1443 (120, 400 ISO)

Kodak Aerochrome ||| Infrared Film 1443 é o único filme infravermelho "false color" (que distorce as cores originais das coisas) que ainda é produzido no mundo. Agora ele está temporariamente disponível nos formatos 120 e 135mm.

O Aerochrome 1443 é produzido pela Kodak para, como o próprio nome sugere, ser usado como um filme aéreo. Ou seja, para fotografar o solo do ponto de vista aéreo (de um avião, por exemplo), especialmente usado na agricultura e até em detecção de camuflagens. Isto significa que a Kodak só vende o filme em formatos específicos para câmeras aéreas – geralmente 70mm. Embora não dê pra fotografar com um filme deste formato em câmeras normais, o amante de fotografia infravermelha Dean Bennici, para a nossa sorte, tem feito o trabalho sujo de adaptar os rolos de filme para 120mm. Ele faz tudo no escuro total e vende o resultado no site

Assim como qualquer outro filme infravermelho, é preciso usar um filtro para conseguir efeitos apropriados. Esse filme tem as mesma sensibilidade que o extinto Kodak EIR (descrito em mais detalhes aqui) – ou seja, por todas as camadas serem sensíveis à luz azul, você deve filtra-la usando um filtro amarelo ou laranja (mas filtros vermelhos também causem resultados interessantes).

Embora esteja escrito por aí que a emulsão 1443 seja a mesma presente no Kodak EIR, ela definitivamente não é. As velocidades dos filmes são diferentes, assim como as cores. Eu testei o mesmo filtro amarelo em todos os meus Aerochromes e Kodaks EIR, e as fotos podem ser distinguidas facilmente.

O Aerochrome 1443 deve ser processado supostamente em AR-5, mas já que esse tipo é bem caro e difícil de encontrar, você pode usar o E-6 (o que seria a revelação em processo cruzado) para obter slides. No entanto, isto vai aumentar o contraste e a saturação das cores (que péssimo, não é mesmo?). E-6 é o mais recomendado para este filme, que é classificado como ISO 400 (você precisa ajustar as exposições dependendo das condições de luz).

Você também pode revelar em C-41 para gerar negativos. Eu pensei que isto resultaria em resultados mais malucos que os E-6, mas minha experiência mostrou que as fotos ficam com um contraste melhor, mais detalhes, menos saturadas nos vermelhos mais intensos e com uma granulação melhor. Para a revelação em C-41, o ISO é 320.

Eu recomendo muito que vocês experimentem esse filme tanto em E-6 quanto em C-41. Aqui vai a diferença entre os dois:

O melhor desse filme é que o resultado vai sempre lhe surpreender. As cores dos objetos dependem tanto das suas cores visíveis quanto do seu material. Mesmo que vermelhos geralmente virem amarelos e pretos se transformem em vermelhos, você vai notar variações bem divertidas. Veja você mesmo (as fotos da primeira galeria são E-6 e as da segunda são C-41):

escrito por larslau e traduzido por monamarques

1 comentário

  1. lucasterra

    Como se dá o processo de revelação? Comprei o E6 pra usar com minha Diana F+, qualquer um pode revelar ou existe um método diferente?
    mais de 2 anos atrás · reportar como spam

Ler este artigo em outro idioma

A versão original deste artigo está escrito em:English. Isto também está disponível em:Spanish & Italiano.